« Página inicial | Bem vinda, GNR! » | “Maromak sei tulun nia!”(1) » | Esperança » | Deve-se estar muito bem em Maubisse a comandar uma... » | GNR domingo de manhã em Timor » | Paredes meias com o caos » | Mari Alkatiri recusa ideia de um confronto étnico ... » | Reinado, as belas montanhas de Maubisse e os solda... » | Reinado, as belas montanhas de Maubisse e os solda... » | Demónios à solta » 

segunda-feira, junho 05, 2006 

Sinais de recuperação

Acabo de ver no telejornal da RTTL (televisão timorense) uma reportagem filmada hoje que mostrava salas cheias de crianças na Escola de S. José de Balide. Um dos responsáveis da escola explicou que tinha medo, como os estudantes e toda a gente, mas que é melhor passar o tempo em actividades positivas, do que ter apenas uma atitude negativa. Acrescentou que é objectivo da escola formar os líderes de amanhã, e que os líderes não podem ser medrosos.
Um sinal de que também aqui “mesmo na noite mais triste/ em tempo de servidão/ há sempre alguém que resiste/ há sempre alguém que diz não”. Há timorenses, e são muitos, que não querem passar os meses que se avizinham apenas sentados na beira da estrada a ver passar os blindados australianos.