« Página inicial | Crianças » | Timor,temor, terror, rumor... » | Sol de pouca dura! » | Os senhores deputados não têm vergonha? » | Generosidade, a quanto obrigas... » | E se a moda pega? » | Ataúro » | Verde, esperança... » | Braço de Ferro? » | A crise tem destas coisas! » 

terça-feira, janeiro 23, 2007 

Pior a emenda que o soneto!

A tensão subiu de tom. O medo adormecido por uns dias voltou à cidade onde se multiplicam os incidentes entre grupos rivais. Os “inimigos” são friamente abatidos a tiro. Quase por desporto. Matam-se hoje uns quantos, amanhã retalia-se a sua morte, morrem outros tantos e assim se cumpre a rotina…
As armas, lê-se constantemente, são muitas e andam por esse país fora, espalhadas. Sabe-se lá em quantas mãos! Sabe-se que Alfredo Reinado - disse-o ele na TV - não ficará quieto se os australianos o forçarem a render-se e ripostará com tiros; que Eusébio Salsinha, o ex-chefe de Gabinete de Rogério Lobato, confessou em tribunal ter distribuído armas a civis cumprindo armas do ex-ministro do Interior, ainda que a intenção fosse apoiar a Polícia Nacional, em particular a Unidade de Intervenção Rápida; que Labadain afirmou igualmente haver muitas armas em Ermera para além de umas quantas de que ele fizera entrega em tempo oportuno… Armas, armas, armas!

A situação é dramática, o que não quer dizer que, por vezes, não haja histórias, no mínimo, curiosas como esta.

Há dias, noticiava um diário que Alfredo Reinado recebera uma carta escrita por um tal Dr. Rodrigues Peralta. Cubano, de nacionalidade, o médico revelava a Reinado que os estudantes timorenses não estavam em Cuba para estudar medicina mas antes estavam aprendendo a ideologia comunista que depois poriam em prática quando regressassem a Timor.
Levantou celeuma, naturalmente. O gabinete do PM repudiou o teor da notícia; propaganda barata considerou-a o Presidente do Parlamento Nacional; manipulação, disse o ministro da Saúde enaltecendo a solidariedade cubana e acrescentando que não há nenhum médico cubano registado com o nome de Rodrigues Peralta; pois não, e estão a denegrir a imagem de Cuba, insurgiu-se o embaixador cubano!
Antes de prosseguir é necessário que, num breve parêntesis, se refira que os médicos cubanos no Hospital de Díli se empenham a sério no seu trabalho justamente reconhecido e considerado de qualidade.
A coisa poderia ter ficado por aqui, mas conhecendo-se Timor e os timorenses, adivinha-se o sururu, os editoriais, as conversas de rua… Aliás, convém que se diga que há já algum tempo reina sobre isso algum desassossego, que se fala muito, ainda que à boca pequena, sobre a ida de centenas de estudantes de medicina para Cuba. Estão lá 500, partiram há dias mais cem e dentro de uns dias seguirão outros cem.
O melhor é esclarecer bem a coisa, deve ter pensado o ministro. E vai daí, o ministro da Saúde – estou sempre a fazer fé em declarações transcritas nos jornais diários – entendeu por bem elucidar que, em simultâneo com o exercício da sua profissão, “ la os novidade mediku kubanu halekar komunista” que é o mesmo que dizer “não é novidade para ninguém que os médicos cubanos espalhem o comunismo”.
Elucidados? Talvez sim. Mas, e o sururu, acabou? Duvido…

A pancadaria agora e quase todos os dias entre grupos de artes marciais, umas vezes comecam os KORK outras vezes comecam os SH. Como os KORK sao o grupo de artes marciais do Mari e da Fretilin sera que isso significa que e a Fretilin que esta a criar instabilidade quando os KORK atacam primeiro?

SG da FRETILIN desvalorizou adesão ao partido de grupo de artes marciais

A recente adesão de um grupo de artes marciais, que reivindica representar dezenas de milhar de membros, ao partido maioritário FRETILIN foi hoje desvalorizada pelo secretário-geral daquela formação partidária de Timor-Leste.



Em declarações à Agência Lusa, Mari Alkatiri, que é também primeiro-ministro de Timor-Leste, considerou que no país persiste a ideia que a violência está associada aos grupos de artes marciais.

"O problema é a concepção de grupos de artes marciais (em Timor- Leste) como sendo grupos violentos", salientou.

Os comentários de Mari Alkatiri acontecem depois da chamada de atenção feita pelo presidente da República, Xanana Gusmão, na mensagem que dirigiu à nação, alusiva ao terceiro aniversário da restauração da independência, que hoje se celebra em Timor-Leste.

Na sua mensagem, o chefe de Estado timorense denunciou o que considerou ser o perigo da criação de milícias partidárias em Timor- Leste, dando como exemplo a adesão à FRETILIN do grupo de artes marciais KORKA, envolvido em incidentes que provocaram mortos e danos materiais no passado.

"O que a FRETILIN deve fazer é contribuir para mudar esta filosofia das artes marciais, que não deve ser dirigida para a violência, mas para o auto-controlo. É isso que nos pretendemos", defendeu Mari Alkatiri nas declarações que fez à Lusa.

"A FRETILIN é uma grande organização e não pode recusar-se a integrar no seu seio, no departamento da juventude, grupos desse género. Se fossem grupos fora da lei, se fossem grupos de bandidos aí já seria uma preocupação. Mas as artes marciais são uma arte e como arte que são têm lugar na FRETILIN", frisou.

Na sua mensagem à nação, Xanana Gusmão afirmou-se convencido de que a FRETILIN "tudo fará para mudar a cultura da violência para a cultura da tolerância e respeito pelo direito à existência de outros".

No que diz respeito ao KORKA, o presidente da República de Timor- Leste disse esperar que este grupo, "sob a bandeira da FRETILIN, não inicie a prática de intimidações sobre outros grupos, só porque pertence ao partido no poder".

Agência LUSA
2005-05-20 05:00:01

quanto ao conteúdo deste 'perverso' comentário do Malai Mean, tomo a liberdade de transcrever e anexar dois outros comentários insertos num outro blog (o TimorCartoon, que aconselho vivamente seja visitado....) e que lançam esclarecimentos sobre o assunto:
""""""""""""""""""""""""""""""""
Anonymous said...1/24/2007 12:07:00 AM

Por favor ate agora ainda nao ouvi nome de Kork(a) em relasao os conflitos de Arte Marcias. Sim ha vilencia de grupos Marciais e sim ouvi o conflito entre o SH e Sete Sete, os dois sao affiliados com quem? Sim ha muinto jovems que simpatisa com o PD que sao membros do SH ou Sete Sete, o que este significa?

Nao utilizam o nome de grupos ou organisasoes que nao tem nada com este conflitos.

Rumores e Rumores, Mentiras e Mentiras. Sabemos bem porque ha rumores Politizado em Timor.
1/24/2007 06:30:00 AM

Joao said...
O comentario (anonimo) das 12:07am termina com uma referencia a uma noticia da Lusa, que nao existe no site da Lusa, e refere-se a Mari Alkatiri como "primeiro-ministro" e "chefe de estado" de Timor-Leste". Se é uma opiniao do autor do comentario, tudo bem, desde que o apresente como tal. Assinado como sendo transcrição de uma noticia da Lusa, assume a forma de uma Mentira óbvia. Ficam assim esclarecidos os leitores.
1/24/2007 08:54:00 AM
""""""""""""""""""""""""""""""""

como se constata, os rumores e as mentiras em Timor-Leste surgem com as formas mais encapotadas......

um abraço à Ângela, de quem nunca me canso de ler a sua prosa

Resposta com outros posts do Timor Cartoon que tambem recomendo:

Anônimo disse...
O KORK (grupo de artes marciais da Fretilin) fez uma coligacao com os sete-sete, os cinco-cinco (que atacaram a casa do Railos) e os Kolimau 2000 e a coligacao usa o nome artes marciais rainain, que significa artes marciais nativas (a coligacao e contra os SH). O senhor va passear em Dili e veja os emblemas dos SH pintados nas paredes riscados e com pintura em cima que diz KORK, 77 e 55.
Ha bairros onde membros dos KORK estao a fazer cek points na estrada para apanhar membros dos SH. Ha bairros onde as familias dos membros dos SH tiveram que fugir por as suas casas foram atacadas pela coligacao KORK-77-55-Kolimau. Abra os olhos senhor, ha gente a morrer por causa de mentirosos como o senhor.

Senhor Joao, eu gosto muitos dos seus dezenhos. Mas se alguem mente e a RTP do seu pais, nao sou eu. Veja o que diz a RTP
http://www.rtp.pt/index.php?article=175502&visual=16


Joao disse...
As minhas desculpas, pois ainda me custa a acreditar... o autor do comentario anterior afinal tinha razao: de facto, a noticia da rtp refere-se mesmo a Mari Alkatiri como sendo o actual PM de Timor. Cada vez percebo menos isto... Alguem que explique a rtp que esta desactualizada.
PS: Quando diz "mentirosos como o senhor", esta-se a referir ao autor da noticia que citou, ou esta-se a referir a mim?

1/25/2007 08:47:00 AM


Anônimo disse...
'' da FRETILIN, não inicie a prática de intimidações sobre outros grupos, só porque pertence ao partido no poder".

Agência LUSA
2005-05-20 05:00:01''

A data da noticia nao e de agora, a data e de quando o KORK entrou para a Fretilin e o Mari disse que agora eles nao faziam mais asneiras porque ele e que ia controlar as actividades deles.
O mentiroso nao e voce, e o outro senhor ai em cima que diz que os KORK nao andam envolvidos nas lutas que ha agora.

1/25/2007 11:58:00 PM

Como os simpatizantes da Fretlin choran a inocencia.

Quando e que vao voces aceitar que e durante o vosso controlo que um ministro dividiu armas, que a tropa e a Policia se mataram. mas claro sempre atiram as culpas para outros.

Timor e dos Timorenses e nao de partidos. o Marii bem pode chorar mas ele nao perdeu nada. ( o esqueci me ele perdeu a sua posicao) portanto Fretlin se sao tao do Povo amostrem que sao porque ate agora nada visto.

O que têm passado e sofrido os médicos cubanos em Timor...já dava para fazer um filme. Só quem não conhece Timor é que não consegue avaliar.Mas não é num blogue que se consegue comentar e relatar tudo isso. O que ainda vai valendo aos médicos cubanos é a sua capacidade de improvisão e do seu grande profissionalismo ninguem tenha dúvidas.

Enviar um comentário