« Página inicial | GNR domingo de manhã em Timor » | Paredes meias com o caos » | Mari Alkatiri recusa ideia de um confronto étnico ... » | Reinado, as belas montanhas de Maubisse e os solda... » | Reinado, as belas montanhas de Maubisse e os solda... » | Demónios à solta » | Lorosae/loromonu » | Dúvidas » | As declarações de Kirsty Sword-Gusmão » | Afinal , o que nos espera amanhã? » 

sexta-feira, junho 02, 2006 

Deve-se estar muito bem em Maubisse a comandar uma revolta em chinelinho de enfiar no dedo


Depois de ter sido fotografado fardado acompanhado por soldados australianos na pousada de Maubisse, o ex-major das forças armadas timorenses Alfredo Reinado, comandante de uma revolta que já causou vários mortos em Timor, volta a deixar-se fotografar agora em…traje de passeio. Dizem as legendas das fotos da agência Lusa, que a cena se passa na vila de Maubisse, a cerca de 80 quilómetros de Dili, e que Alfredo Reinado ali se dirigiu para ser entrevistado. Fotos únicas. Deve ser a primeira vez que um militar revoltoso, que se intitula como comandante de todos os homens armados nas montanhas, que ameaçou o estado direito de um país, que já comandou acções que causaram a morte de civis, se instala numa pousada rodeada por uma luxuriante vegetação e se apronta para dar entrevistas como quem vai para a praia. Deve-se estar muito bem em Maubisse. Especialmente se se puder comandar uma revolta armada de “t shirt” de alças, bermudas, chinelinho de enfiar no dedo e óculos escuros.

Pareceria que os timorenses estão á mercê dum terrorista de opereta, se por trás disto não estivesse a DEMOCRÁTICA ocidentalizada Austrália.

Anexando (colonizando)Timor, ficam as portas abertas para o saque da única riqueza material do povo timorense, com contrapartidas apenas para alguns deles.

E depois dão umas coroas ao ex-major
para que fique calado...

É tristemente hilariante. Primeiro a bandeira timorense colocada ao contrário, agora turista com "empregados" australianos. Este tipo afinal é o quê?

Penso que o que Portugal tem de mais intelegente para fazer nesta altura é apelar à ONU que mande uma força policial antes que seja tarde demias...

Enviar um comentário